Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

28
Mar19

Quebra brutal do poder de compra dos trabalhadores

Albertino Ferreira

Os trabalhadores portugueses foram brutalmente penalizados para que o governo, a UE e a troica safassem os bancos as malfeitorias em que se meteram; o poder real de compra dos salários sofreu a 3.ª maior redução na UE. Desde então vereficou-se um certo alívio, é verdade, mas nada que se compare ao que já foi, muito menos ao que precisava e era possível ser.

chartoftheday_13287_where_wages_are_shrinking_in_t

 

28
Mar19

Despesas militares elevadas em Portugal

Albertino Ferreira

Qual a necessidade para Portugal se encontrar entre os países da Nato com maiores despesas militares face à sua riqueza? O que ganhamos com isso? Que contributo vem daí para o nosso desenvolvimento?

Finalmente, para não alimentar fobias, não deixe de se reparar que o gasto militar conjunto dos países europeus da Nato supera em muito o da Rússia.

Europa-Geopolítica-Economía-Seguridad-Defensa-Co

 

27
Mar19

19 mil milhões de euros com bancos

Albertino Ferreira

Estado gastou 19 mil milhões de euros com bancos na última década

Dados atualizados pelo INE mostram que Governo gastou mais de 1.500 milhões de euros no ano passado, por causa do Novo Banco.

 

O Estado!   

Os partidos políticos, as personalidades políticas concretas que o fizeram, a UE que o exigiu também, podem estar todos descansados, no final, não foram eles, foi o Estado! 

 

 

27
Mar19

Despesas militares no mundo

Albertino Ferreira

Que loucura, que desperdício, que problemas já não se teriam resolvido com a aplicação útil desses fabulosos recursos, a doença e a fome, por exemplo, já feriam parte da história da humanidade, muito provavelmente.

Mundo-Geopolítica-Economía-Conflictos-Seguridad-

Note-se que a unidade escolhida, percentagem do PIB, prova o esforço que cada país faz em face da grandeza da sua economia, isto é, não mostra o valor absoluto da despesa militar de cada país.

26
Mar19

A abstenção eleitoral dos jovens é elevada em Portugal

Albertino Ferreira

Portugal regista das maiores abstenções eleitorais dos jovens no seio da União Europeia - 42%.

É criticável esse alheamento? O que julgam os abstencionistas? Que o seu voto não vale nada, ou que assim é porque se enganam nos partidos em que votam?

Talvez mais importante, se consideram que a sua voz não é escutada através do voto, então de que forma pensam que o poderia ser?

Finalmente, além do alheamento e da crítica verbal, o que fazem para tentar alterar o estado de coisas?

Dzrg_G3XQAExZhO.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D