Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

31
Jul19

Gretas de diversas causas.

Albertino Ferreira

O poder manipulador de crianças e adolescentes é conhecido há muito. É difícil contestar a sua ternura. Os grandes sabem isso e não deixam de usar essa emoção ao seu serviço sempre que lhes convém. Por isso, o fenómeno Greta Thunberg não é novidade, Gretas de diversas causas não faltam por aí. Ganha-se em sensacionalismo e histeria o que se perde em seriedade. A própria Greta Thunberg declarou que queria que ficassemos aterrorizados, porque o medo é, talvez, o instrumento de domínio mais universal que existe.

 

30
Jul19

Juventude maltratada

Albertino Ferreira

A maioria dos portugueses encontra-se limitada aos baixos rendimentos. A situação dos jovens menores de 18 anos ainda é pior. Aqui, os jovens portugueses são os oitavos na União Europeia com o menor nível de rendimentos, enquanto no total Portugal está um lugar acima.

Tanto que se fala na juventude, vai-se a ver e é o que há. O que pensarão disso os jovens que, nas campanhas eleitorais,  se limitam a fazer de cenário de enquadramento para os discursos dos dirigentes dos partidos políticos que têm governado Portugal?

RDMj.png

 

29
Jul19

Portugal dos carentes

Albertino Ferreira

O rendimento disponível dos portugueses, particularmente os trabalhadores e pensionistas, é dos mais baixos na União Europeia. Esta realidade triste não é nova, é certo, mas a sua continuação devia ser chocante. Os portugueses já estão tão habituados que não acreditam que seja possível qualquer alteração e muitos até reagem com raiva contra aqueles que não desistem de a alterar. O que talvez seja o mais terrível. 

Então, o que se deverá fazer? Aumentar significativamente os salários, naturalmente, todos, o salário mínimo nacional também, e as pensões.

rdm.png

 

27
Jul19

Caminhar na Vida para a Pobreza

Albertino Ferreira

O gráfico é rico em informações. Sem ser exaustivo, nos 11 anos considerados o rendimento disponível dos indivíduos de todos os grupos etários referidos aumentou. 

O período da vida em que se tem maior rendimento é entre os 18 anos e os 64 anos. A partir daí o rendimento decresce, ou seja, a qualidade de vida diminui.

Trabalha-se uma vida inteira para quê? Para se acabar pior?

É muito frustrante.

RDM.jpg

 

Pág. 1/9

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D