Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

30
Set18

Gravidez na Adolescência

Albertino Ferreira

A questão da gravidez na adolescência não assume, em Portugal, a acuidade que se poderia julgar, a atender por notícias da comunicação social não faz muito. Felizmente que assim é. Não significa que o problema não exista, ao contrário, Portugal precisa de fazer mais, para se juntar resolutamente aos melhores exemplos da Europa, pois mais de oito gravidezes por cada mil mulheres na faixa etária dos 15 aos 19 anos é um valor que não se pode ignorar.

 

gravAdol.png

 

25
Set18

O Tabaco Amigo dos Impostos

Albertino Ferreira

O Tabaco mata? Tudo indica que apressa esse fim infeliz. Há quem não acredite. Mas de uma coisa não deve duvidar: quem fuma paga muito imposto. Já em 2014, indica a Organização Mundial da Saúde, os impostos representavam 79,60% do preço final do maço de cigarros em Portugal, uma das cargas fiscais mais pesadas sobre o tabaco na Europa, incluindo países da Ásia ocidental.

 

cigarros.png

 

19
Set18

Índice de Risco da Infância

Albertino Ferreira

Pelo Índice de Risco da Infância, da Save the Children, Portugal está bem colocado entre os países da Europa, da Euro-Ásia e a Ásia Ocidental (o valor máximo do IRI é 1000,que nenhum país alcança).

As crianças e jovens no nosso país estão bem cuidados, embora se possa melhorar. 

 

rinf.png

 

Aliás, deve notar-se, que, segundo a Save the Children, situação no nosso país retrocedeu em relação ao ano anterior.

 

rinf1.png

 

 

 

 

"El índice compara los distintos países en función de un conjunto de indicadores que representan acontecimientos que tienen un profundo impacto en la vida y que representan la interrupción del disfrute de la niñez: la mala salud, la malnutrición, la exclusión de la educación, el trabajo infantil, el matrimonio precoz, el embarazo precoz y la violencia extrema."

 

"Las diferentes puntuaciones significan, a grandes rasgos, lo siguiente:


940 o superior Pocos niños y niñas se están perdiendo su niñez


De 760 a 939 Algunos niños y niñas se están perdiendo su niñez


De 600 a 759 Muchos niños y niñas se están perdiendo su niñez


De 380 a 599 La mayoría de los niños y las niñas se están perdiendo su niñez


379 o inferior Casi todos los niños y las niñas se están perdiendo su niñez"

18
Set18

O 6.º Gás Mais Caro da UE

Albertino Ferreira

Portugal tem o 6.º gás doméstico mais caro da União Europeia. Aqui, ao contrário do que sucede com o preço da eletricidade, a carga fiscal não é a mais responsável, uma vez que, sem os impostos e  taxas o preço do gás em Portugal seria o 3.º mais elevado da UE.

 

gas.png

 

 

Entre os países da União Europeia consumidores de gás, apenas seis têm uma carga fiscal, sobre o preço médio final do gás doméstico, superior à portuguesa.

 

gás.png

 

16
Set18

A 5.ª Eletricidade Mais Cara da UE

Albertino Ferreira

Portugal tem a 5.ª eletricidade mais cara da União Europeia para as famílias. O que se deve aos impostos e às taxas, pois sem a carga fiscal ficaria das mais baratas. 

 

DeblMD8WkAAII8u.jpg

 

Na União Europeia, e mais uns quantos países, Portugal é detentor da nada invejável 3.ª carga fiscal (impostos + taxas) mais pesada sobre o preço médio da eletricidade doméstica. Somente na Alemanha e Dinamarca se paga mais. Como são impostos indiretos resultam mais injustos, pois são iguais para os mais possidentes e para os menos.

 

impostos.png

 

 

 

 

05
Set18

A Discriminação das Mulheres é Mais Acentuada no Setor Privado

Albertino Ferreira

A prática da diferenciação do pagamento das mulheres relativamente aos homens em Portugal sempre foi muito mais acentuada no setor privado, e está a aumentar.

No setor público, a discriminação existe igualmente, embora bastante menor, e também está a aumentar.

 

DS_HM_SPSPr_PRT.png

 

 

 

0DS_HM_SPSPr_PRT.png

Quando se observa o panorama da União Europeia e mais alguns países, consta-se que a discriminação salarial das mulheres no setor privado é generalizada e de que Portugal é um dos 5 países onde é maior.

00DS_HM_SPSPr_PRT.png

 

 

1DS_HM_SPSPr_PRT.png

Passando para o setor público, o traço dominante é o da manutenção da desigualdade salarial a desfavor das mulheres - com valores menores em Portugal, como se tinha assinalado, que desce também alguns posições no rol dos que mais discriminam - embora já apareçam alguns países onde o vencimento das mulheres supera o dos homens. 

2DS_HM_SPSPr_PRT.png

 

 

As razões para esta diferenciação salarial são várias, evidentemente, e até complexas, algumas, mas não se pode perder de vista de que, com ela, a entidade patronal, com reforço para a privada, consegue ganhos adicionais, maiores lucros. 

 

03
Set18

Más notícias, aumenta o fosso salarial entre mulheres e homens

Albertino Ferreira

Com altos e baixos, mais dos primeiros do que dos segundos, alarga-se a diferença salarial das mulheres para os homens, assim, de acordo com os dados estatísticos mais recentes disponíveis, os ganhos das mulheres são  inferiores aos dos homens em 14,3%.

 

dshm.png

Ao nível da OCDE, 39 países assinalados, as mulheres auferem menos 13,9% do que os homens. Portugal não é dos piores casos, mesmo assim está acima da média da OCDE.

Esta problemática envolve situações de grande complexidade, mas, claramente, a desigualdade existente está, de uma forma geral, acima do que é aceitável, do que se pode imputar a razões objetivas.

dshm1.png

 

Visualizando apenas países da Europa, mais a Turquia e Israel, verifica-se que, também aí, Portugal não se encontra entre aqueles cuja situação é mais favorável!

download.png

 

24
Ago18

Anos de Vida Saudável - Homens

Albertino Ferreira

Os anos de vida saudável dos portugueses tem aumentado, embora a evolução registe algumas variações bruscas nos anos considerados; infelizmente, tais movimentos provocaram a redução dos anos de vida saudável dos portugueses para valores inferiores à média da União Europeia, quando esta já tinha sido  ultrapassada em anos anteriores.

 

ansH.png

 

ansH1.png

 

ansH2.png

 

22
Ago18

A Esperança de Anos de Vida Saudável das Mulheres Está a Diminuir.

Albertino Ferreira

A surpresa é grande, mas os dados aí estão,  num percurso irregular, a esperança média de anos de vida saudável das mulheres em 2016 é menor do que a de 2008.

 

avsM.png

 

Como se pode verificar, na União Europeia ocorre o contrário, os anos de vida saudável aumentam, são quase 7 anos de diferença em 2016. É muito.

avs_M_PUE.png

  (Nota: Para a UE, o Eurostat só apresenta dados a partir de 2010)

 

 

avs_M_P_UE.png

No seio da União Europeia, e países próximos, as mulheres portuguesas são das que menos anos de vida com saúde podem esperar viver. 

avs_M_P_UE_mapa.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub