Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

28
Set21

Olha para o que eu digo, não para o que eu faço

Albertino Ferreira

O Reino Unifo foi forçado a mandar ligar novamente centrais a carvão para evitar ficar sem eletricidade. Naturalmente, teve de pagar bem.

Tem também de tomar medidas excecionais para evitar a falta de fornecimento do CO2, o que, a acontecer, poderá ter sérias consequências em várias atividades nos EUA, incluindo no funcionamento dos hospitais.

_methode_times_prod_web_bin_1a4274c4-1bcf-11ec-8d6

 

23
Ago21

Não se interessem, que depois pagarão

Albertino Ferreira

Um «quase apagão» deixa tudo muito escuro

 

Oacidente na rede elétrica internacional do passado dia 24 de julho, tendo começado com o embate de uma avioneta em linhas de alta tensão em França, levou à interrupção no abastecimento a um significativo número de consumidores domésticos e industriais em Portugal.

 

No reino da energia, com um ministro que recusa actuar no sentido de descer o preço dos combustíveis, argumentando que «não faz sentido estimular a emissão de CO2», e, simultaneamente, se desloca numa bomba de alta cilindrada a 200 km/h, está tudo cada vez mais escuro.

 

Demétrio Alves

02
Mar20

A Eletricidade do nosso calvário

Albertino Ferreira

Portugal tem a 8.ª eletricidade doméstica mais cara da UE. O peso das mais variadas taxas e do IVA é enorme; com a curiosidade de este nem representar o maior custo fiscal. Por isso, a redução do IVA para 6% - que infelizmente não aconteceu - seria bom, mas apenas um pequeno alívio. Note-se também como é elevado o preço da eletricidade em toda a  UE. É também o custo do foco nas ditas fontes renováveis de energia. Não será que se está a cometer um erro de difícil recuperação depois?         

EPOHRXLXsAE-z3r.png

 

                                

13
Fev20

Destruir a humanidade, salvar o planeta

Albertino Ferreira

As ditas energias renováveis fazem, cara a eletricidade, arruínam o nível de vidas das pessoas e a economia, em Portugal e na UE. O destino será a insignificância face a outros  que não entram nessa histeria. Os negócios que sobreviverem em Portugal e na UE procurarão ser competitivos, evidentemente. Como o fazer com custos da energia tão elevados? Um dos meios será tentar esmagar os salários e as condições de trabalho...

ERX0OcjXYAALREK.jfif

 

15
Jan20

Pobreza energética em Portugal

Albertino Ferreira

Portugal é dos países da UE com maior pobreza energética.

Depois bens instalados na vida, campeões do turismo climático, viajam pelo mundo para estar em todas as conferâncias, passeiam-se por tufo o que é rádio e televisão, aparecem a defender mais impostos, taxas ou  métodos de produção elétrica mais caros.

Este é o caso mais extremo, evidentemente, há outros que senten dificuldades também para aquecer devidamente a sua casa,

inability-to-keep-home-warm-jan-2020.png

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub