Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

14
Abr19

Entre as 35 e as 40 horas

Albertino Ferreira

O horário de trabalho em Portugal, considerando todos os setores de atividade, está entre as 35 e as 40 horas, para os trabalhadores a tempo inteiro.

É positivo, mas também significa que muitos trabalhadores estão obrigados ainda a um horário semanal de 40 ou mais horas. Isso é século passado, é retrocesso, o progresso exige a redução do horário de trabalho, aumentando-se dessa forma o tempo livre, que o trabalhador pode dedicar para si, para a sua família, para o seu desenvolvimento pessoal, para a sua ação cívica.

weekly paid hours 2016.png

Deveria ser evidente, mas comvém sublinhar que a redução do horário de trabalho não pode ser pretexto para o congelamento das atualizações remuneratórias, muito menos para a sua redução.

08
Abr19

Stress no trabalho

Albertino Ferreira

Em Portugal, aproximadamente 50% dos trabalhadores sofre de stress no trabalho; as razões variam, mas o facto é o que é! Muitos locais de trabalho são locais de desrespeito e abuso por parte dos responsáveis, locais de sofrimento; daí também Portugal se encontrar entre os países onde as perturbações de ordem psicológica são das mais elevadas, e onde se consomem mais calmantes.

D18fNaqXcAAYhfM.jpg

 

06
Abr19

Ter filhos não está fácil

Albertino Ferreira

As portuguesas são das que mais atrasam a vinda do primeiro filho. As razões serão várias, mas as dificuldades da vida devem jogar aí um papel bem importante.

A sociedade não deveria atuar para corrigir isso? Para assegurar as condições necessárias à natalidade e à criação adequada dos filhos? 

Garantir a manutenção da espécie não é um instinto básico?

É, mas o que se verifica é que a organização social, neste aspeto crucial, não é favorável ao que é natural.

D15CVU2XgAUNv-t.png

 

05
Abr19

O modelo dos baixos salários

Albertino Ferreira

É o que existe e pretendem perpetuar no nosso país. Evidentemente, o discurso falado é diferente, mas o real, aquele que verdadeiramente se pratica, é esse.

Não há dado que não o confirme, como esse, uma vez mais, o salário horário em Portugal é dos mais baixos da UE, pouco distante dos que se praticam nos países do leste da comunidade.

D2Lf0HDWoAA5wVP.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D