Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

07
Jun18

Fátima

Albertino Ferreira

 

Como habitual, a romagem e comício em Fátima tem grande cobertura mediática. Porquê, se é comprovadamente uma irrelevância social e política?

Embora faça bem ao ego e aos cofres da igreja católica e comerciantes da zona!

Sabe-se, A sorte dos ditos pastorinhos foi trágica, dois morreram precocemente, outra foi enclausurada para a vida.

Quer dizer, homens e mulheres que nunca viram a Virgem encerraram aquela que, dizem, a tinha vista e falado! Quem pode compreender ?

Por outro lado, porque vão as pessoas a Fátima? Cada um tem os seus motivos. Mas ninguém vai para apressar a viagem para o paraíso, para encontrar a Virgem que dizem adorar!

Não, o que vão fazer é pedir para resolver os seus problemas cá na terra - ou para agradecer pedidos que julgam atendidos - vão pedir para viver melhor e mais tempo.

Ora, para atender esses objetivos louváveis, nem a religião, nem a igreja são o melhor caminho. A intervenção social e política é que o é.

Finalmente, pode-se afirmar também que a grande maioria das pessoas se deslocam por egoísmo pessoal ou familiar. Não vão lá por solidariedade, para pedir pelos outros, não é essa a regra, vão lá por si e pela a sua família, quanto muito.

Não é um exemplo da melhor cidadania.

 

 

04
Mai18

Os Homens Casam Mais Entre Si do que as Mulheres

Albertino Ferreira

 

 

Os casamentos voltaram a aumentar em 2017 (+1235), como acontece desde 2015; quase todos aconteceram entre pessoas de sexo oposto.

O número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo subiu também, ultrapassou o meio milhar (523), com mais de metade (53,9%) a ocorrer entre homens.

O casamento civil é largamente preponderante, praticamente 2 em cada 3 é celebrado dessa forma; os que seguem as normas católicas representam pouco mais de um terço e estão em diminuição; os que respeitam outros ritos religiosos são residuais (0,5%).

O verão é a época do ano preferida para casar, com o mês de agosto a ser o mais escolhido; do lado contrário, fevereiro é o mês em que menos se dá o enlace.

Por fim, o casamento cada vez mais constituí a formalização de uma situação já existente, uma vez que, em cerca de 3 em cada 5, os nubentes já viviam juntos.

 

cpms (1).png

 

nubentes.png

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D