Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

24
Abr22

Fornecer armas não é o caminho da paz

Albertino Ferreira

A situação não é complexa, mas do sistema da comunicação social hoje em dia se poderá dizer que está todo virado para a manipulação e não para a informação, como seria suposto.

279000895_10220156409876491_3490270975397287888_n.

Os EUA são o grande rufião do mundo; não há como negar; sempre incendiar qualquer lugar do mundo, aqui animando o retorno do militarismo japonês para os ajudar no enfrentamento com a China em que estão envolvidos também.

d4d593c9-c470-4253-ac76-41295eb1621e.jpeg

 

Os EUA, a Nato, andaram a militarizar a Ucrânia ao longo de anos para quê?

fc0eb21a-ff7d-4418-a057-d35136aaff7b.jpeg

 

Qualquer posição tem os seus argumentos! Contundo, fornecer armas é atitude de quem não procura a paz!

FOREIGN202204150922000572232910127.jpg

 

06
Mar22

The EU Eyes New Horizons

Albertino Ferreira

A formação militar da Alemanha é uma questão pungente na política europeia, e que trajetória seguirá quando a poeira baixar, só o tempo poderá dizer.

Três acontecimentos na semana passada anunciam uma mudança profunda na política europeia. É tentador, mas em última análise fútil, contextualizar essa mudança como uma reação à decisão russa de lançar operações militares na Ucrânia. O pretexto apenas fornece o álibi, enquanto a mudança está ancorada no jogo de poder e tem uma dinâmica própria.

Sem dúvida, os três acontecimentos - a decisão da Alemanha de intensificar sua militarização, a decisão da União Europeia (UE) de financiar o fornecimento de armas para a Ucrânia e a decisão histórica da Alemanha de reverter sua política de não fornecer armas para zonas de conflito - marcam uma mudança radical na Europa política desde a Segunda Guerra Mundial.

Em um discurso no domingo durante uma sessão especial do parlamento em Berlim sobre a resposta da Alemanha à situação em torno da Ucrânia, o chanceler Olaf Scholz anunciou um plano para reforçar as forças armadas alemãs, destinando às forças armadas um adicional de € 100 bilhões (US $ 112,7 bilhões) do orçamento de 2022 como uma alocação única e reforçando sua promessa de atingir os 2% do produto interno bruto gasto em defesa. Ele disse que os gastos adicionais incluiriam investimentos e projetos de armamentos para os militares alemães.

Curiosamente, a ex-ministra da Defesa da CDU da Alemanha, Ursula von der Leyen, tinha ascendência nazista para reivindicar tanto do lado dela quanto do lado do marido. Mas isso pouco importou quando Angela Merkel atribuiu a ela a tarefa de administrar a Bundeswehr por sete anos.

A propósito, o avô de von der Leyen era um nazista que se ofereceu para lutar em 1940, tornou-se sargento da Wehrmacht e liderou uma unidade chamada “anti-partidária” na frente soviética oriental caçando grupos de resistência, participou da a captura da capital da Ucrânia, Kiev, e participou do bárbaro massacre de Babi Yar, em setembro de 1941, no qual mais de 33.000 habitantes judeus de Kiev foram fuzilados a sangue frio. Diz-se que “Até sua morte ele iria reclamar sobre os judeus, os franceses e o pérfido Albion. Ele nunca mais deixou o país e ficava quase em pânico quando se aproximava de uma fronteira.”

 

Continuar a ler: 

                                                                                                                                                                       

                     

 

 

 

                                                                                                                                                                                Melkulangara Bhadrakumar

 

 

                                                                                                                                 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub