Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

03
Dez18

Cuidados com a saúde

Albertino Ferreira

Chamam-lhes gastos, quando medidos em termos monetários. Podiam designá-los como investimento, preferiram gastos, para sugerir que não têm retorno.

A problemática em questão está muito presente no discurso oficial português. São muitas as deficiências que se apontam. E os dados sugerem uma razão que se pode apontar. Portugal 'gasta' menos do que a média da União Europeia a cuidar da saúde dos seus cidadãos.

Tenha-se ainda em conta que o PIB português é menor do que os dos países à nossa frente, o que implica que, em dinheiro real, a os gastos portugueses ainda são bem menores dos que o dos outros.

DsrDMzFWoAE2fYX.jpg

 

21
Nov18

Dívida Externa Líquida

Albertino Ferreira

dívida externa líquida voltou a subir no 1.º trimestre de 2018; o que faz que Portugal tenha das maiores dívidas líquidas da União Europeia, conforme o segundo mapa, onde não se indicam os países que são credores face ao estrangeiro.

Portugal já chegou a ter também uma posição credora; aconteceu pouco antes da adesão ao euro; desde então, com a adesão, a dívida, em % do Produto Interno Bruto, não parou de aumentar, aqui e ali de forma ondulada; o que coloca a questão de se averiguar se a opção pelo euro, e o que isso significou ao nível do desenho das políticas do país, não desempenhou, e não continua a desempenhar, um papel importante no endividamento do país.

 

div_ext_liq.jpg

 

div1.png

 

14
Nov18

Dívida total

Albertino Ferreira

A dívida total portuguesa representa 322% do PIB; a maior parcela é constituída pela dívida pública (142%, mas nem sempre foi assim), segue-se e dívida das empresas não financeiras (110) e, depois, a dívida das famílias.

Atendendo ao gráfico, facilmente se constata que foi durante a crise que a dívida pública explodiu, não se devendo, por isso, ao facto de os portugueses terem vivido acima das suas possibilidades; aliás, é ao contrário, a dívida subia enquanto os portugueses eram sujeitos às medidas de austeridade.

dt.png

 

dt1.png

 

06
Nov18

O paganismo financeiro da UE

Albertino Ferreira

Portugal registou o segundo maior défice orçamental da UE (3%), em termos relativos e a terceira maior dívida pública, também em relação ao Produto Interno Bruto.

O défice e a dívida são os deuses da mitologia da UE, aos quais se têm de fazer todos os sacrifícios.

O que eles escondem é a razão de ser de tais défices e dívidas, o dinheiro para a banca gulotona, e outros gulotões, como as parcerias público-privadas, para garantir negociatas sem risco e com muito lucro para os amigalhaços.

DqK0NE9XQAAd2nk.jpg

 

 

04
Nov18

As maiores economias do mundo

Albertino Ferreira

Pelo PIB

0dRp8MflKWI15BxfL2vHnlZ7i944y7yw7unCJqvlvqk.png

E Paridades de Poder de Compra

 

dKNEYcVQd6v1Tz8QJdmq9_CQ6g_Ps4ELsqWKcIySClA.jpg

 

 A ver vamos. No curto prazo, pelo menos, muito dependerá da luta de titãs que está a decorrer, os EUA contra quase todo o mundo, mas com o alvo principal na China e na Rússia. 

 

E os países da UE? Infelizmente, nada de relevante pela positiva se pode esperar..

21
Out18

A produtividade do trabalho portuguesa é baixa

Albertino Ferreira

A produtividade do trabalho portuguesa encontra-se nos lugares do fundo na OCDE.

O que demonstra a pouca efetividade da função patronal; uma vez que, embora a produtividade se designe "do trabalho", ela é principalmente o resultado da ação dos empresários, pois são estes que organizam o processo produtivo, a gestão e o nível tecnológico do mesmo, e não dos trabalhadores.

Ora, no nosso país, dispondo as empresas de mão de obra barata, que incentivo têm para mecanizar o processo produtivo, com recurso às tecnologias modernas? 

 

DgnA5zQX4AAOIkd.jpg

 

12
Set18

O PIB cresceu

Albertino Ferreira

O Banco Mundial reconhece que a economia portuguesa cresceu 2,7% em 2017, o que significa que 17 países da União Europeia tiveram melhores resultados do que nós.

 

pib_txc.png

O Banco Mundial atesta igualmente que, por habitante, a taxa de crescimento do PIB por habitante superou a taxa de crescimento médio indicada no gráfico anterior. O que implica que a taxa de crescimento da economia foi superior à taxa de crescimento da população.

É positivo, é assim que deve ser; embora, no caso português, o movimento da população deva merecer uma atenção mais cuidada...

pib_pc_txc.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D