Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

14
Mai22

O PCP não branqueia a xenofobia, o belicismo, o nazismo e o fascismo

José Pacheco

FQzWoBDWUAwIXZ2.jpg

O governo a dar armas e dinheiro a corrupção de Kiev? É dessa forma que enfrenta a subida geral dos preços dos bens e serviços, a começar pelos energéticos?

FR_bIyVWUAAHZqw.jpg

Os EUA servem-se da crise na Ucrânia para dominar ainda mais a UE e sacrificá-al aos seus interesses

FR6wngPXEAAp1Rd.jpg

Precisa de legenda?

FRAmnr-VgAAJ0q3.jpg

 

30
Abr22

Um país muito pacífico

José Pacheco

Os chineses estão muito ativos e com grande pontaria. 

f1aade64-903b-48ba-b94e-4b2e48a44207.jpeg

A guerra na Ucrânia é uma das consequências da expansão da Nato. Negar, é não ver o contexto histórico e político dos eventos.

FE-JHwDXoAQ5dRA.jpg

 

Haverá algum país do mundo onde os EUA não tenham já metido o nariz e feito pior até?

FQ3CLlmX0AYf4Nt.png

 

Isto é representa a degradação moral e política de certos partidos. Bateram palmas a um personagem que pediu armas, que proibiu todos os partidos da oposição no país dele, incluindo o partido socialista da Ucrânia. 

FQ4g3F_XEAEA2eu.jpg

 

30
Out21

Sobre o momento político

José Pacheco

1 - O PS, obedecendo aos corruptos e à UE, decidiu afasta-se do PCP para gerir a seu bel prazer o dinheiro da bazuka que vem aí. Preparam-se para afundar no lodaçal da corrupção esses fundos, como aconteceu com os primeiros que vieram da UE, então CEE.

2 - Alguém acredita que o grande patronato, a banca, a UE aceitariam que os fundos da bazuka, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) fosse gerido por um governo que o PCP ou o BE pudessem influenciar, ainda que minimamente?

3 - O PS é solução? Se você acredita. Solução para quê?

4 - O que você está a apresentar (más sondagens para o PCP e BE) são as razões pelas quais o Gov apresentou um orçamento para ser chumbado, porque quer eleições, em aliança com o Marcelo e possivelmente em obediência a ordens da UE. Por essa razão também televisões e comentadores só falam de eleições.

5 - Grande surpresa, amanheceu como sempre, até com sol, os carros circulam normalmente, a bomba de gasolina está aberta, o supermercado também. Até as gaivotas estão pousadas nos mesmos postes! Como pode ser tudo isso, com a grande crise, crise histórica que está aí, dizem alguns!

6 - Faça um exercício de memória, nas ocasiões do passado semelhantes a esta não foi sempre esse o discurso, uma crise política e tudo o resto. Eleições? As pessoas serem chamadas a votar é crise política? Não seria melhor repensar esses lugares comuns?

7 - Os eternos comentadores, com muita responsabilidade na situação do país, no seu debitar da cartola, reconhecem que os partidos não são todos iguais, que nem todos andam atrás de tacho. O PCP e o BE, resulta das palavras deles, votaram no que acreditam, não se importando de eventualmente perder lugares.

8 - Será um voto útil se for para resolver os problemas, se for o voto nos mesmos de sempre, que utilidade terá? Será um voto no marasmo, que conhecemos há dezenas de anos.

9 - Como é que 47 anos passados de 25A, 46 anos depois do 11N - que segundo alguns veio endireitar as coisas, 35 anos depois da adesão à UE, alguém ainda ache naturalíssimo falar na existência de "pobres e mais pobres"? Por favor....

10 - Então, temos teatro presidencial? O Marcelo (no multibanco), com a influência que tem, ainda organiza um talk show!

11 - O país está com Orçamento. O OGE dura até 31 de Dezembro. No dia 1 de janeiro, se não houver orçamento, é que o país fica a viver com o OGE de 2021, ou seja, passa a viver em duodécimos.

12 - O OGE foi chumbado? O gov, ouvidas todas as partes, tem agora a obrigação de apresentar outra proposta que responda a alguns dos oponentes.

13 - Caramba, com tão bons governos, como é que neste país ainda há pobres e mais pobres?

14 - Parece-me que de há muitos anos para cá Portugal é desgovernado pelos mesmos ou aparentados que desgovernaram durante 48 anos e que para o fazer se escudaram na UE que até impõe o mesmos fascismo orçamentário que o outro já impunha.

15 - Não compreendo o enquadramento estratégico do BE, que classes e camadas sociais querem eles representar? A mim parece-me que eles teriam muito êxito se se dirigissem aos setores a que se dirige o PAN. Mas eles lá sabem!

14
Jun19

Portugal, eleições para o PE

José Pacheco

O PS desce em percentagem, mas sobe em números de deputados, são as nuances da conversão dos votos em deputados eleitos.

No seu conjunto, os três grandes partidos que suportam a permanência de Portugal na UE - PS, PSD e CDS - continuam a perder peso eleitoral, o que será compensado pelo BE, que é um forte partidário da permanência também.

Embora não totalmente, uma vez que em 2009 elegeu 3 deputados, este partido recuperou do perdido em 2014, em parte porque fez das eleições presidenciais, onde apresentou Marisa Matias, uma pré-campanha destas Europeia.

A CDU recua face às eleições anteriores, mas melhor do que as de 2009, onde só tinha eleito um deputado.

O PAN obtém um eurodeputado, foi muito comentado, mas parece ser em troca de Marinho Pinto, que não foi eleito, desta vez.

Aliás, se forem considerados tradicionais PS, PSD, CDS, BE, CDU, verifica-se que, no conjunto, estes partidos/coligação deixaram fugir apenas um deputado, enquanto que tinham sido dois, para o MPT, em 2014.

P19.png

 

P14.jpg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub