Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Artigos Meus

Artigos Meus

22
Nov18

Dos menos agrícolas na UE

Albertino Ferreira

Portugal é dos países da União Europeia que menos aproveita a sua terra para a agricultura. Já com a Inglaterra é o contrário, mais de 70% das terras aproveitadas para as atividades agrícolas, impressionante. 

O Gráfico comprova também que a agricultura não vai bem na UE. A diminuição da área cultivada é a grande tendência; mas há exceções, a Irlanda e a Inglaterra são duas delas.

 

áreaUE.png

 

Incluindo países extra UE. 

% de terras agrícolas; 2013-15; fonte_ Banco Mund

 

21
Nov18

Dívida Externa Líquida

Albertino Ferreira

dívida externa líquida voltou a subir no 1.º trimestre de 2018; o que faz que Portugal tenha das maiores dívidas líquidas da União Europeia, conforme o segundo mapa, onde não se indicam os países que são credores face ao estrangeiro.

Portugal já chegou a ter também uma posição credora; aconteceu pouco antes da adesão ao euro; desde então, com a adesão, a dívida, em % do Produto Interno Bruto, não parou de aumentar, aqui e ali de forma ondulada; o que coloca a questão de se averiguar se a opção pelo euro, e o que isso significou ao nível do desenho das políticas do país, não desempenhou, e não continua a desempenhar, um papel importante no endividamento do país.

 

div_ext_liq.jpg

 

div1.png

 

20
Nov18

Custos Laborais Ajustados ao Calendário e à Sazonalidade

Albertino Ferreira

Uma vez ajustados ao calendário e à sazonalidade, os custos laborais mostraram tendência crescente e foram sempre superiores aos do ano 2012.

 

cs.png

 

O que ficou dito, não obsta a que os custos laborais portugueses sejam inferiores e cresçam menos do que os congéneres da União Europeia e da Zona Euro.

cs1.png

Tudo concluindo no facto de Portugal registar dos mais baixos custos laborais da UE.

cs2.png

cs3.png

 

19
Nov18

A solidão

Albertino Ferreira

Em Portugal, 22 em cada 100 famílias são constituídas por uma pessoa só. Vivem em solidão. Em muitos casos, idosos, que acabam por morrer abandonados. É um problema grave, que deve merecer atenção, para que não atinja as proporções que se verificam em quase todos os outros países da UE, em situação bem pior do que a nossa.

 

DhaSlarWAAA4KFt.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D